Tudo em Grãos agora é Franquia

Tudo em Grãos agora é Franquia


Tudo em Grãos agora é Franquia

Tudo em Grãos inaugura loja em Passo Fundo e entra no sistema de franquias.

Na contramão da crise econômica, a Tudo em Grãos, boutique especializada em produtos naturais a granel, com matriz e filial em Caxias do Sul (RS), expande seus negócios. Há pouco de mais um ano de atuação no mercado, a loja desembarca agora em Passo Fundo e abre suas portas ao público em setembro. A instalação desta unidade marca o lançamento do programa de franquias da empresa.

A loja de Passo Fundo segue o conceito originário da marca, o de oferecer uma proposta de consumo mais natural, preferencialmente, com produtos de origem orgânica e integral. Sob o comando de Ana Lúcia Bortolini e Juliano Bernardi, a nova unidade estará sediada na Avenida Sete de Setembro, n° 19 – Sala 01, bairro Centro.

O ponto forte da Tudo em Grãos, como já sugere o nome, é a venda de grãos, sementes, cereais, farinhas e frutas secas a granel, além de ter também em sua gama de alimentos, itens sem glúten e sem lactose, somando mais de 700 itens ao seu mix.

“Queremos oferecer aos nossos clientes uma experiência de consumo mais natural e saudável, primando pelo consumo a granel e preferencialmente com a oferta de produtos orgânicos, integrais e sempre com alta qualidade. Somos focados em atender bem e isso também deve ser referência do nosso negócio. Nossas lojas foram as primeiras a resgatar o consumo a granel em Caxias e região e agora queremos estender esse conceito para todo o estado e por que não, para todo o Brasil”, destaca o diretor comercial da Tudo em Grãos, Alex Xavier Bortolini.

Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor de franquias no país tem se beneficiado da crise e do cenário de incerteza econômica para gerar novos negócios. As franquias brasileiras cresceram 7,7% em faturamento no ano passado e o segmento de alimentação está entre os mais requisitados. “A busca por alimentos mais saudáveis vem incentivando uma mudança no comportamento das pessoas e na experiência de um consumo mais consciente. Os números estão favoráveis, assim como o interesse do consumidor”, revela Xavier.